queijos e vinhos

Embora o consumo de queijos e vinhos fosse comum nos tempos antigos, os primeiros indícios de apreciação dessa dupla apareceu na França. Os franceses tornaram o ato de combinar esses dois alimentos em arte, espalhando para o resto do mundo essa tradição que hoje faz parte de muitas culturas.

Entre diferentes texturas, aromas e sabores, combinar queijos e vinhos para receber é uma opção sofiscada e gostosa. Mas, para que esse casamento seja harmonioso, é preciso seguir algumas regras. Por isso, separamos um guia prático e completo para você montar a noite de queijos e vinhos perfeita. Confira!

 

1. Entenda a quantidade de pessoas que irá receber

O primeiro passo para montar a noite perfeita de queijos e vinhos é entender a quantidade de pessoas que você irá receber. Essa informação é a base da organização, já que irá determinar alguns pontos chaves, como o lugar onde será servido, a decoração que irá exigir e também as quantidades por pessoa.

 

Espaço

Para uma recepção a partir de 4 pessoas, o mais indicado é que a ocasião seja feita em uma mesa maior, como mesa de jantar, Assim, os convidados terão espaço para circular a vontade em volta da mesa e ter acesso a todas as opções.

No caso de uma ocasião mais intimista, como um jantar a dois, a mesa de centro da sala pode ser uma ótima pedida, já que possui espaço suficiente para servir duas pessoas e deixar o momento ainda mais aconchegante.

 

Quantidades

O recomendado é que seja calculado pelo menos 250g de cada queijo por pessoa, 150g de acompanhamento, como pães e no mínimo uma garrafa de vinho para cada duas pessoas, dependendo da variação de queijos escolhida.

 

Décor

Por se tratar de uma recepção sofisticada, mas informal, o ideal é que sejam utilizados pratos de sobremesa, já que normalmente os queijos vêm acompanhados de outras variedades.

A mesa pode ser decorada com vasos de flores mais rústicas, sem toalha e com tábuas de madeira intercalados com pratos de porcelana ou cerâmica. Velas podem garantir um clima ainda mais aconchegante e especial.

 

2. Determine os queijos e vinhos a serem servidos

Para uma recepção grande, é indicado que se sirva pelo menos 4 variações de queijos e vinhos que harmonizam com as escolhas. Abaixo segue uma lista de algumas opções que casam perfeitamente:

 

Queijos frescos

Queijos frescos são aqueles considerados mais leves. Costumam ser menos amarelados e possuem um sabor mais suave. Bons exemplos desses queijos são a ricota, muçarela de búfala e queijo minas.

Os melhores vinhos para harmonizar com esse tipo de queijo são os brancos e espumantes, como as uvas Sauvignon Blanc e Chardonnay. O vinho rosé também pode ser uma opção de harmonização.

 

Queijos azuis

Queijos azuis costumam ter um sabor mais predominante, como é o caso do roquefort e gorgonzola. Possuem uma textura mais cremosa e podem até ser um pouco mais farelentos.

Para combinar com esse tipo de queijo, as melhores opções são vinhos doces, como vinhos do porto ou tintos suaves, como o Sauvignon.

 

Queijos de média maturação

Comuns no consumo do brasileiro, os queijos de média maturação também são ótimos para compor ocasiões mais sofisticadas. Opções como o cheddar, prato e até o famoso meia-cura complementam com maestria a mesa de queijos e vinhos.

Para harmonizar, opte por vinhos tintos com pouco taninos e mais frutados, como o da uva Merlot.

 

Queijos de maturação longa

Por serem mais fortes e com sabores mais complexos, os queijos de maturação longa constumam ser servidos apenas como aperitivo. São eles grana padano, cheddar maturado e, claro, o provolone.

Para complementar a experiência sem causar conflito nos sabores, opte por espumantes secos.

 

queijos e vinhos

 

3. Não se esqueça dos acompanhamentos

Os acompanhamentos ajudam a deixar a mesa mais bonita e servem como veículo para os diferentes tipos de queijo. Entre as opções mais comuns, estão:

  • Pães: opte por pães não temperados, como baguetes, pão italiano e pão integral. Torradas e crackers são geralmente incluídas para queijos cremosos, como ricota e Brie.
  • Frutas: além de ajudarem a decorar a mesa, as frutas também podem acompanhar os queijos e vinhos. Apenas cuidado para não escolher nada muito ácido, pois podem alterar o sabor do vinho doce.
  • Patês: normalmente se inclui de 2 a 3 tipos diferentes de patês para complementar os pães servidos. Sabores como azeitona, tomate seco e peito de peru são as mais simples de se encontrar em eventos de queijos e vinhos.

Se você quiser complementar ainda mais sua mesa de queijos e vinhos, outra opção comum de acompanhamento são os caldos. Pode ser caldo verde, de legumes ou de frango. Apenas tome cuidado para não escolher um sabor que seja muito pesado.

Depois que você passar por todos esses passos, você estará pronto para receber seus amigos e familiares para uma noite de queijos e vinhos inesquecível! Falando nisso, que tal deixar que eles também aprendam como criar a deles? Compartilhe esse texto!