por Lucas Durães

Conservar ordem em seu apartamento, com todos os equipamentos e sistemas funcionando bem, é um grande desafio e, muitas vezes, uma baita fonte de dores de cabeça. Infiltrações, lâmpadas que queimam insistentemente, vaso sanitário que entope toda hora, chuveiros que não esquentam, pisos manchados ou estufados… Esses são apenas alguns dos problemas mais comuns.

Na hora de comprar ou alugar um apartamento, existem vários aspectos cruciais que você deve avaliar. A maioria desses aspectos são detalhes que passam despercebidos para quem não trabalha no ramo imobiliário; por isso, preparei uma lista com 6 dicas importantes relacionadas à manutenção, para você ficar de olho na hora de escolher seu apartamento.

1. Lâmpadas de LED

Poupar energia é vantajoso não apenas para o bolso, mas é também uma atitude sustentável para o planeta. Ao escolher seu apartamento, prefira as lâmpadas de LED (mais econômicas, porém com maior custo de aquisição) ou as fluorescentes (não tão econômicas porém mais acessíveis). Além de consumir menos energia, as lâmpadas de LED também apresentam maior tempo de vida e dispensam o uso de reatores — quanto menos equipamentos, menor a probabilidade de lâmpadas queimadas.

2. Economizadores de água

Em tempos de preocupação com os recursos hídricos, é muito importante um projeto que se importa com a sustentabilidade. Elementos como caixa d’água acoplada, duplo acionamento, arejadores e torneiras com temporizador contribuem bastante para a economia de água.

3. Rejunte epóxi

Rejunte é o nome do material que preenche os vãos entre os azulejos do piso ou das paredes. Mais especificamente, o rejunte epóxi é um produto de alta resistência e impermeabilidade, o que evita infiltrações e propagação de fungos, além de proporcionar um acabamento extraliso.

Dê preferência para apartamentos que contam com esse material, especialmente em áreas molhadas como o box do banheiro e área de serviço. Ele vai evitar o estufamento e rachadura dos azulejos.

4. Aquecimento solar

Chuveiros elétricos costumam ser o maior vilão da conta de luz. O Brasil é um país com muita abundância de luz solar, uma fonte de energia renovável e praticamente infinita. Hoje em dia, sistemas de aquecimento de água por energia solar são muito difundidos no mercado, o que faz com que o investimento necessário para a instalação de um sistema de aquecimento solar possa ser pago com a própria economia gerada na conta de luz. Toda a água aquecida pelo sistema fica armazenada num reservatório, o boiler, que garante autonomia mesmo em dias nublados — inclusive quando falta luz!

5. Shafts visitáveis

Em caso de infiltrações e vazamentos, quebrar a parede é a primeira ideia que vem à mente. Mas, em um pequeno detalhe, se esconde um grande segredo. São os shafts visitáveis, que consistem em aberturas verticais feitas na construção, por onde passam tubulações de instalações hidráulicas, e apresentam várias vantagens: evitam a quebra de paredes e revestimentos, facilitam a manutenção e reduzem os riscos de furar algum encanamento por engano.

6. Soleiras e desníveis para áreas molhadas

Parece banal, mas muitas construtoras não se atentam a detalhes quase imperceptíveis mas que fazem toda a diferença na conservação dos materiais, de forma que eles pareçam novos por anos. As soleiras são elementos de piso simples, geralmente em pedra ou em metal, posicionados na transição entre pisos de diferentes materiais, principalmente entre áreas secas e molhadas. Ao escolher seu apartamento, analise se existe um desnível de pelo menos 0,5cm para as áreas molhadas. Isso vai garantir que a água não alcance o piso das áreas secas, que normalmente são menos resistentes e podem manchar ou estufar com a umidade.

Viu só? Se atentando a detalhes, você consegue garantir uma compra ou locação mais segura e livres de dor de cabeça, para você desfrutar do seu lar com conforto, segurança e economia!