Museu de Artes e Ofícios

Para quem não dispensa uma viagem ou passeio cultural, vai descobrir em Minas Gerais, e na capital Belo Horizonte, um prato cheio de História.

Afinal, muitos fatos marcantes relacionados à construção do país, além de marcos do nosso povo, tiveram como cenário esta região brasileira.

Podemos resgatar, dos tempos de escola, por exemplo, a Inconfidência Mineira. Por sinal, o próprio nome, Minas Gerais, já carrega um contexto histórico muito forte.

Parte dessa rica história é contada pelos inúmeros museus espalhados pela capital, muitos deles reunidos no Circuito da Liberdade.

A área, que foi inaugurada em 2010, e que conta com uma série de museus e centros de cultura, nos ajudam a contar a História da região e do nosso país.

Se você ama conhecer mais sobre cultura e História de uma maneira mais prática e até mesmo lúdica, Belo Horizonte é uma de suas paradas obrigatórias aqui no Brasil.

Neste conteúdo, listamos alguns dos mais importantes museus da capital mineira para que você possa montar seu roteiro com confiança.

Falando em roteiro, lembre-se de conferir mais informações como endereço e horário de funcionamento. Assim, você tira o melhor proveito do seu passeio ou viagem.

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

MM Gerdau Museu das Minas e do Metal

Foto: Secretaria da Educação

O Museu das Minas e do Metal é um dos museus integrantes do Circuito da Liberdade. Seu acervo apresenta de forma lúdica e atrativa a história da mineração e metalurgia.

Mantido em uma parceria público-privada com a Gerdau, o Museu das Minas e do Metal conta com 44 itens em exposição.

Clicando aqui, você pode fazer um tour virtual pelo Museu das Minas e do Metal. Mas não há nada como ver de mais perto!

O museu fica no endereço Praça da Liberdade, s/n°, Prédio Rosa – Belo Horizonte. O funcionamento é de terça a domingo, das 12h às 18h. Quinta, das 12h às 22h.

Se você está viajando ou quer fazer um passeio on the budget, saiba que toda última terça-feira do mês, das 12h às 17h, a entrada é gratuita.

Memorial Minas Gerais Vale

Memorial Minas Gerais Vale

Foto: Circuito Liberdade

Mantido pela Mineradora Vale, o Memorial Minas Gerais Vale procura contar detalhes e curiosidades sobre os costumes mineiros.

Só quem já teve a oportunidade de visitar o local pode descrever as experiências incríveis que o museu pode oferecer ao público em um percurso que inicia no século XVIII e vai até os dias atuais, contando de forma criativa e encantadora detalhes sobre os costumes e a tradição mineira.

O museu fica na Praça da Liberdade, s/nº (Esquina com Rua Gonçalves Dias) – Belo Horizonte. O funcionamento costuma variar, então anota aí:

  • Terças, quartas, sextas e sábados, das 10h às 17h30, com permanência até as 18h;
  • Quintas, das 10h às 21h30, com permanência até às 22h;
  • Domingos, das 10h às 15h30, com permanência até 16h.

O melhor de tudo: independente do dia, a entrada é gratuita.

Museu Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB

Museu Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB

Foto: Olhar Histórico

Inaugurado em 2013, o Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte conta com 6 pavimentos e 1.200m² de área para exposições, além de teatro com capacidade para 264 pessoas, áreas de convivência, alimentação e lazer. O Centro Cultural Banco do Brasil recebe diversas exposições relacionadas a arte, ciência, cinema, música, educação, dentre outros assuntos de interesse cultural.

Sua arquitetura também é uma exposição à parte, e vale ser compreendida com carinho, uma marca dos CCBB espalhados pelo Brasil. Enquanto o prédio encontra-se temporariamente fechado por conta da COVID, vale fazer um tour virtual enquanto esperamos reabrir. Clique aqui para conferir!

O endereço é Praça da Liberdade, 450 – Belo Horizonte, e o funcionamento é de quarta a segunda, das 10h às 22. A entrada é gratuita.

Museu de Artes e Ofícios

Museu de Artes e Ofícios

Foto: Maicon Bukater

O museu abriga a história de várias atividades profissionais que deram início à transformação de Minas Gerais. Entre instrumentos, utensílios e equipamentos, são mais de 2 mil peças que nos apresenta antigas ocupações. Para nós, é uma verdadeira viagem no tempo, que expande nossa cabeça para realidades outrora vividas.

O museu fica na Praça Rui Barbosa s/nº – (Praça da Estação), em Belo Horizonte. O funcionamento acontece em diferentes horários. Lembrando que, devido ao Coronavírus, o espaço encontra-se fechado.

  • Terça e sexta-feira, das 12h às 19h;
  • Quarta e quinta-feira, das 12h às 21h;
  • Sábados, domingos e feriados, das 11 às 17h.

A entrada custa 5 reais (inteira), com direito a meia-entrada. Quarta e quinta, das 17h às 19h, e aos sábados, a entrada é gratuita. Professores e estudantes contam com entrada gratuita todos os dias.

Museu de Arte da Pampulha

Museu de Arte da Pampulha

Foto: ArchDaily

Construído em 1943 para ser um cassino, o Museu de Arte da Pampulha cumpre a sua função a serviço da história e cultura brasileira desde 1957.

Atualmente, o MAP, como também é conhecido, conta com um acervo de aproximadamente 1.400 itens, entre pinturas, esculturas, livros, periódicos, documentos e gravuras.

Além do acervo e da imponência do edifício, chama a atenção os jardins ao seu redor, assinados pelo paisagista Roberto Burle Marx.

Vale uma observação: o Museu de Arte da Pampulha encontra-se temporariamente fechado para reformas.

Quando pronto, vale sua visita na Avenida Otacílio Negrão de Lima, nº 16.585 – Belo Horizonte.

O funcionamento acontece de terça a domingo, das 9h às 19h, e a entrada é gratuita.

Museu de Ciências Naturais

Museu de Ciências Naturais

Foto: Wikiwand

Criado em 1983 e reaberto em 2002, o Museu de Ciências Naturais, pertencente à PUC Minas Gerais, abriga um importante e interessante acervo de zoologia e paleontologia.

Dentre os itens de maior destaque estão as coleções de vertebrados da fauna atual e mamíferos da América do Sul.

O museu fica na PUC Minas, no prédio 40. O endereço é Avenida Dom José Gaspar, nº 290 – Bairro Coração Eucarístico.

O funcionamento acontece de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e a entrada custa 5 reais.

Centro de Arte Popular – CEMIG

Centro de Arte Popular – CEMIG

Foto: Dicas do Brasil

Mantido pela CEMIG, o Centro de Arte Popular apresenta um amplo acervo que privilegia a riqueza e a diversidade da cultura mineira. São diversas obras em barro, madeira e outros materiais que ajudam a materializar a História e a cultura mineira.

O Centro de Arte Popular conta com quatro salas para exposições permanentes, uma sala para exposições temporárias, pátio interno e auditório para 60 pessoas.

O endereço do CEMIG é Rua Gonçalves Dias, nº 1.608 – Belo Horizonte. A entrada é gratuita e os horários de funcionamento são:

  • Terça, quarta e sexta-feira, das 10h às 19h;
  • Quinta-feira, das de 12h às 21h;
  • Sábados e domingos, das 12h às 19h.

Museu Mineiro

Museu Mineiro

Foto: Omar Freire

O museu está localizado no corredor de acesso à Praça da Liberdade em uma bela construção do século XIX, que foi residência oficial e, mais tarde, sede do Senado Mineiro.

O Museu Mineiro conta com um amplo acervo, composto por imagens sacras, equipamentos litúrgicos, mobiliário, moedas, armas e achados arqueológicos.

Ao todo são mais de 3.500 itens, muitos deles de renomados artistas brasileiros. Você pode fazer uma visita virtual ao museu clicando aqui. Mas vale muito a ida ao vivo.

O museu fica na Avenida João Pinheiro, nº 342 – Belo Horizonte. A entrada é gratuita e os horários de funcionamento são:

  • Terça, quarta e sexta-feira, das 10h às 19h;
  • Quinta, das 12h às 21h;
  • Sábados e domingos das 12h às 19h.

Museu Histórico Abílio Barreto

Museu Histórico Abílio Barreto

Foto: Acta Arquitetura

Inaugurado em 1943, o Museu Histórico Abílio Barreto conta com cerca de 78 mil itens distribuídos entre suportes tridimensionais, textuais, iconográficos, bibliográficos e fotográficos, que contam detalhes sobre a história de Belo Horizonte.

O museu fica na Avenida Prudente de Morais, nº 202 (entre a Rua Josafá Belo e a Rua Ten. Renato César) – Belo Horizonte. A entrada é gratuita e os horários de funcionamento são:

  • Terça, sexta, sábado e domingo, das 10 às 17h;
  • Quarta e quinta-feira, das 10 às 21h.

Antes de se planejar para percorrer os museus mineiros, vale a pena procurar se informar sobre os horários de funcionamento durante à pandemia, pois eles podem ter sido alterados.

Quando tudo retornar ao normal, os espaços culturais precisarão mais do que nunca do seu apoio. Então, não deixe de visitar, compartilhar e incentivar que outras pessoas visitem.

Além disso, preserve o local e mantenha-o limpo durante sua visita. Todo cenário histórico e cultural agradecem!

Para mais conteúdos como esse, clique aqui e  siga a Construtora Canopus no Instagram.